Janiópolis, terça-feira, 10 de dezembro de 2019 ESCOLHA SUA CIDADE

Policial

07/07/2017 | Concebido por Goioerê

Taxista goioerense foi morto porque bandidos ficaram com medo de serem reconhecidos

Taxista goioerense foi morto porque bandidos ficaram com medo de serem reconhecidos

Na manhã desta quinta-feira, 06, o Delegado da 14ª Delegacia de Polícia Civil de Goioerê, Thiago Soares apresentou a arma utilizada e todos os detalhes apurados até o momento, do barbáro assassinato do Taxista goioerense.

De acordo as informações tudo começou na manhã de sábado, 01, quando o taxista no intuito de fazer uma viagem com três passageiros até Juranda, quando no meio do percurso foi anunciado o roubo do veículo, e como um dos envolvidos conhecia o motorista, eles ficaram com medo de serem reconhecidos e resolveram neste meio tempo executarem o mesmo, dos três envolvidos seria um maior e dois menores, o delegado Thiago disse que trabalha-se agora para desvendar qual o nível de responsábilidade de cada um dos envolvidos, até agora sabe-se que existe pelomenos seis pessoas envolvidas, uma que encomendou o roubo, e seria da cidade de Juranda, os três assaltantes e responsáveis pelo crime que são os de Goioerê, dois menores que receberam o veículo na cidade de Guaíra, porém teria a possibildiade de ter mais envolvidos la em Guaíra.

 

Entenda como foram as investigações que levaram a elucidação deste crime barbáro que chocou a cidade de Goioerê e Região.

Após a família prestar queixa do desaparecimento, iniciou o rastreio do veículo, e a elucidação do crime iniciou-se graças ao rastreador do veículo que indicou uma parada na cidade de Moreira Sales para abasteciemnto, depois outra parada no posto Cavalo Branco na cidade de Perobal onde abastecerem o restante suficiênte para chegarem até a cidade de Guaíra, onde foi realizado a entrega do veículo para outros dois menores.

Após o contato do serviço reservado da polícia militar de Goioerê com os Militares da cidade de Guaíra, foi iniciado uma busca com apoio também da Polícia Civil da cidade, aonde conseguiram localizar o veículo em posse dos dois menores.

Um dos detidos pela receptação do veículo, apontou um menor, como uma das pessoas que fez a entrega do veículo em Guaía, as equipes do serviço de inteligência e policia civil iniciaram diligências no Jardim Galileia, onde a equipe procedeu à abordagem sendo que após o mesmo ser cientificado da suspeita de sua participação no crime, o mesmo acabou confessando que estava junto na situação do roubo ao taxista, mas que apenas teve a função de contratar a corrida de taxi e conduzir o veículo depois de anunciado o assalto e quem teria dado destino à vítima seria seu padrasto Nicolas dos Santos Batista, 22 anos e seu irmão menos também com 16 anos, as equipes foram até a residência de NICOLAS e o ouro menor, localizada na Rua Guatemala, Jardim América, sendo encontrado apenas Nicolas, após tomar conhecimento das afirmações de seu envolvimento no crime, inicialmente negou, porém, após conversar com seu cônjuge, mãe dos menores, resolveu colaborar confessando sua participação, e indicando o local onde havia deixado o taxista, que no local indicado por ele, entre o Distrito de Primavera do Oeste e Juranda, foi localizado o corpo de uma pessoa do sexo masculino, que apresentava sinais de perfuração, possivelmente por arma de fogo, além de uma carteira de habilitação em nome DA VITIMA.

Nicolas relatou que efetuou disparos com um revolver e que empurrou o corpo da vítima para a beira do rio; foi efetuado o isolamento do local com apoio do DPM de Juranda e acionado o IML; em seguida Nicolas e o menor foram encaminhados para a 14ª DRP de Goioerê.

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL

OPINE!

CIDADE PORTAL
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.

Desenvolvido por Cidade Portal