Janiópolis, sexta-feira, 17 de setembro de 2021 ESCOLHA SUA CIDADE

Janiópolis

07/05/2021

Janiópolis - Uso de mandioca Raiz e ramas na alimentação animal

Janiópolis - Uso de mandioca Raiz e ramas na alimentação animal

Na safra 2018/2020, foram cultivados 600 ha de Mandioca, de mesa e indústria, por 40 famílias com produtividade média de 18 ton/ha, o município possui agroindústria de derivados de mandioca com capacidade de recebimento 60 ton/dia, geração de 50 empregos na produção de polvilho doce e azedo e também farinha de mandioca, comercialização da produção dos derivados é destinado atender mercados do Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais, São Paulo e Bahia. A cadeia produtiva local da mandioca, movimenta anualmente em torno de R$ 10 milhões de reais.

Além da importância econômica, a mandioca é uma excelente alternativa para alimentação animal, principalmente para ruminantes (bovinos). Podem ser utilizados tanto raízes como a parte aérea, bem como resíduos agroindustriais.

A orientação correta e segura na utilização destes materiais evita problemas ao rebanho princípio tóxico e por isso seus produtos sempre deverão ser utilizados de forma complementar na alimentação animal e respeitando-se um período de adaptação dos mesmos ao novo tipo de alimento.

As raízes “energia” podem ser utilizadas frescas se forem de variedades mansas, com menos toxicidade, as raízes devem ser lavadas, picadas e fornecidas aos animais. Já como silagem, triturar as raízes em pedaços pequenos e armazenar esse material compactando e fechando bem, silos trincheira, sacos de silagem e outros. Estará pronta para ser fornecida aos animais em 30 dias. A raspa consiste triturar ou corte das raízes em pedaços pequenos “2 cm” e secagem desse material ao sol, em terreiros ou lonas, pelo período de 24 horas até reduzir o teor de umidade para 12 a 14%, na prática isto é verificado quando a raspa risca o chão, igual a um giz.

A parte área “proteína” pode ser utilizada fresca fornecendo ramas, pecíolos e folhas da mandioca inteira ou picada, aos animais. Recomenda-se fazer o pré-murchamento desse material por um período de 24 horas. Em silagem trituração da parte aérea em pequenos pedaços “ 1 a 2 cm” e armazenamento desse material, bem compactado e fechado, em silos trincheira, sacos de silagem e outros. A silagem estará pronta para ser fornecida aos animais em 30 dias. Já na  fenação tritura-se a parte aérea da mandioca em pequenos pedaços e secagem ao sol por um período de 24 horas até reduzir o teor de umidade para 12%, o material colhido para fenação deve ser o terço superior da planta, de melhor valor nutritivo.

Resíduos agroindustriais, tais como, casquinha e casca das raízes, farelos, fiapos, fibras, bagaço, farinha de varredura, e pasta de fecularia podem ser utilizados na alimentação animal, devido ao alto teor energético.

O produtor rural Domingos Sebastião Valeze, Comunidade São Marcos, com 3,02 ha, rebanho de 11 cabeças de bovinos, pela estiagem, estava com falta de pastagem e alimentos aos animais, buscou como alternativa o uso da mandioca. Com orientação do extensionista do IDR-Paraná está usando silagem de raízes, raspa de raízes e feno da parte área. A meta e levar o conhecimento técnico do uso da mandioca na alimentação animais, aos produtores do grupo leite qualidade, com intuito de aumento na oferta de alimentos energético e proteico, no período de estiagem, redução de custos de produção de leite.

 

Fonte: JANIÓPOLIS | CIDADE PORTAL | IDR-Paraná de Janiopolis

Janiópolis - Uso de mandioca Raiz e ramas na alimentação animal
Janiópolis - Uso de mandioca Raiz e ramas na alimentação animal
Janiópolis - Uso de mandioca Raiz e ramas na alimentação animal
Janiópolis - Uso de mandioca Raiz e ramas na alimentação animal
Janiópolis - Uso de mandioca Raiz e ramas na alimentação animal
Janiópolis - Uso de mandioca Raiz e ramas na alimentação animal

OPINE!

CIDADE PORTAL
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.

Desenvolvido por Cidade Portal